24 de out de 2011

E quando a angústia bate ( invade) a sua porta?

   A beleza do dia sucumbe, as pessoas, os sentimentos, a luz, a vida, a paz ( não muito constante), as cores, tudo passa a significar nada. Absolutamente NADA. Não há grandeza maior, nem tão devastadora quando ela entra, invade e se instala. As vezes por minutos, outras por dias, mas sempre traz com ela um rastro sanguinareo de dor e ansiedade.
   Já mencionei que por muitos, vivi ( ou ainda vivo, ainda que não constantemente) na casa da Tristeza, mas ela é fácil conviver porque ela sabe ser doce e amarga. Mas a angústia... Ahh,meus queridos, essa é cruel, manipuladora, sabia e perversa. Costuma visitar a todos e com ela trazer uma devastação que esmaga, corrói e asfixia. E nessa breve (nem sempre) visita, ela trará suas piores lembranças, te carregará até seus piores momentos e te mostrará ao seu futuro mais negro...
   E depois te dará um beijo na testa para confirmar que tudo o que ela trouxe permanece grudado na sua mente, pelo tempo necessário para causar estragos na sua vida (não constantemente) estável. Você a verá partir tão rapidamente quanto chegou e se perguntará como isso aconteceu.Estragos transcritos em dor, brigas, solidão, fracassos, acusações, sangue, gritos, desespero e morte.
   
  Ninguém sabe quando ela vem, como ela chega,nem como evitá-la...
   
  Porque a única certeza é o seu retorno.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário